segunda-feira, 18 de janeiro de 2016




Já nem vou falar mais sobre a poeira e as teias de aranha do blog. Apesar de ainda receber várias visitas por aqui, confesso que no último ano andei desmotivada a escrever, especialmente em uma realidade na qual a imagem tem tanta força e valor e as pessoas pouco leem ou escrevem! 

Acontece que escrever faz parte da minha natureza, da minha essência. Em muitos momentos da minha vida - no trânsito, na fila do banco, à toa em casa - estou escrevendo, seja em um dos meus trocentos caderninhos, seja na minha cabeça, escrevendo no meu caderninho imaginário. E é por ter uma imaginação tão cheia de textos e também por ter tanta coisa boa para compartilhar e postar, que estou de volta. Não sei o quanto vou escrever, não faço a menor ideia de como vai ser... Mas estarei aqui... Eu, meus devaneios de artesã, minhas fofuras - e tudo o mais que estiver nesse pacote! 

Beijos!

Camila

Nenhum comentário: